segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

PRECONCEITO, EXCLUSÃO, SEGREGAÇÃO OU LIBERDADE DE EXPRESSÃO?




Tenho orgulho da minha Profissão e não suporto quando degridem a sua imagem!!! Bem, há algum tempo venho me incomodando com a questão do preconceito. Acho uma hipocrisia e uma mentira deslavada alegarmos que não temos preconceitos, todos nós temos algum tipo de preconceito sim, o que não deveríamos fazer, é deixar que o nossos preconceitos sejam expostos em forma de repulsa, ódio ou exclusão. Afirmamos que sofremos preconceito por sermos gays, religiosos, negros, brancos, pardos... E assim por diante, reclamamos por leis e por justiça. Mas ao mesmo tempo em que recebemos tratamentos preconceituosos também damos os mesmo preconceitos ou talvez piores... Falo agora especificamente para os meus colegas psicólogos (as), eu me assusto quando vejo algumas publicações nas redes sociais por parte de alguns... Meus queridos e queridas, vivemos  em um país onde existe uma diversidade cultural, religiosa, de povos, de raças de gêneros  enorme  de  forma pacificadora e com muita liberdade, e é isto que nós faz uma nação diferentes, e não melhores das demais nações. Então não vamos tornar nossas opiniões pessoais e em nome da tal liberdade de expressão em um comportamento excludente e segregario, fazendo disso uma guerra. Dou um exemplo muito comum, tenho visto Psis publicarem nas redes, piadas carregadas de preconceitos contra pastores, padres, gays e algumas raças... Isto é um horror! Nossa profissão agrega e não segrega, bem pelo menos deveria ser assim. Eu e você temos todo direito de discordamos de pastores, de padres, papa, de gays e... Mas não podemos de forma alguma fazer disso uma guerra pessoal e sair jogando isto no ventilador, espalhando sim muito preconceito e desrespeito contra os outros. Quando publicamos numa rede Social, por exemplo, que odiamos ou não suportamos os Evangélicos, católicos... Estamos dizendo: Não me procure na clínica porque não concordo com sua religião; não me procure nos serviço de referência porque eu tenho pavor da sua fé. Esquecemos que muitas pessoas em sofrimento intenso encontram na maioria das  vezes nessas  “tais” religiões que detonamos nas redes um conforto que nem eu nem você podemos oferecer, por que estamos mais preocupados em criticar e rejeitar o credo deles. Esquecemos que fizemos um juramento e até as palavras desse juramento no dia de nossas formaturas... Liberdade de expressão minha gente, não foi feita para ferirmos e nem para excluirmos ninguém. Me assusto quando vejo um número de pessoas afirmando que não procuram psicólogos porque acreditam que os PSIS são contra religião e especificamente contra evangélicos e católicos. Vejam bem a imagem que estamos construindo de nossa profissão. Somos Psis para estarmos e termos com gregos e troianos, com padres, pastores, negros, brancos, gays, heteros, moços e velhos, ricos e pobres... Dando a estes o mesmo tratamento e os mesmos direitos. Lutamos pelos cumprimentos dos direitos de todos e não contra a ideologia  e a opinião contrária a nossa. Pois todos sem descriminação têm os mesmo direitos perante a justiça, a lei, Deus, a sociedade, a saúde e a morte. Pensem nisso ou não! Vocês é quem sabem que tipo de postura profissional querem ter. Eu só usei aqui a tal liberdade de expressão!


POR Rosemary Silva

Um comentário:

  1. Sou filho de paraguayos, o Paraguay é constantemente discriminado por emissoras de tv ou rádio. A foto de você é ótima, só pesso para corrigir a palavra que vocês escrevam com e Descriminar, que é um outro sentido do campo jurídico.

    ResponderExcluir